Cultura High Tech - Makeadream
makeadream, tecnologia, digital, webdesign, seo, marketing digital, aplicações, mobile, Recursos humanos
11456
post-template-default,single,single-post,postid-11456,single-format-standard,mkd-core-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,burst-ver-1.6, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,fade_push_text_right,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

Cook Travel

Sempre tive um fascínio pela Belle Epoque parisiense! As cores, as roupas, as ruas, os espaços…
Sempre que fui a Paris, existiu um misto de sensações temporais, a procura de vestígios dessa época (vivida apenas em livros), em ruelas e esquinas onde as melodias em gira-discos, foram tomadas pelo hip hop, que em conjunto com o graffiti estão a marcar a nova cultura urbana da capital francesa.

CULTURA HIGH TECH – POR PEDRO PALRÃO


Paris, é de facto uma cidade de imensos contrastes. Uma história assumida, presente na arquitectura e luminosidade que contrasta com os tempos modernos e toda a aceleração que esta cidade multi-cultural tem a um ritmo alucinante.

Paris é arte, é design….e tecnologia.

Foi em Paris que tomei o 1º contacto com o que se chama de “estética high tech”. Foi por acaso que perdido pelas ruas parisienses, dei com aquele edifício que até hoje me marca e me cativa sempre que o visito…o Centro Georges Pompidou.

Construído em 1977 pelo arquitecto Renzo Piano, este edifício é hoje um dos maiores marcos da cultura contemporânea francesa e mundial, contendo um teatro, exposições permanentes e regulares, assim como uma biblioteca riquíssima de colocar inveja ao Universo.

“Aquitectura HighTech”, é assim o estilo associado ao brilhante edifício que tem uma fachada que nos apresenta elementos frios, como tubos, barras de alumínio, grafismo metálico e também cor-choque. Uma sugestão estética para aquilo que o interior nos proporciona.
No Pompidou podemos respirar diversas vertentes criativas que usam a tecnologia como base da sua estética.

São inúmeros os exemplos inspirados nesta cultura, sendo interessante o facto de que a  tecnologia( que apoderou o ser humano), é usada como ingrediente nuclear da criação de peças de arte, design de interiores, moda e planeamento urbanístico.

Uma verdadeira revolução estética que reclama para si uma parte à “função” da tecnologia.

INGREDIENTES DE UMA CULTURA HIGH TECH

– O que é estático, transmite movimento

É através de formas e cores que a dinâmica é transmitida;

– O que é frio, transmite sensações

Ambientes criados para provocar e “encurralar” emoções, sejam espaços físicos ou ambientes digitais;

– O que é sonoro, transmite inovação

A sonoplastia é um maestro a ser usado sempre que possível;

– O que é design, transmite usabilidade

A modernidade é a linha orientadora para a inovação e reinvenção;

– O que é visual, transmite experiência intemporal

A estética influencia o comportamento;

A cultura High Tech poderá ser uma metodologia?

 

 

No Comments

Leave a Comment

Wildcard SSL Certificates