Scroll to top
© 2020, Makeadream - Digital Craft Agency
Share

Conteúdo não é uma tendência, é um must have

Era uma vez a forma de criar conteúdos. Agora é a vez de criar, produzir, adaptar e reciclá-los.

O poder de despertar interesse num público é a maior razão, para atualmente, se procurar e investir numa estratégia de conteúdos. Muitas vezes o objetivo é ganhar notoriedade e, na sua “génese”, aumentar vendas.

Mas como fazê-lo da forma mais eficaz? Quais os recursos?

Os recursos são tantos, como aqueles que temos à nossa disposição.

Em relação à maneira mais eficaz: É relativo… Na criação de conteúdos não existem verdades absolutas, antes pelo contrário – experimentar diversos formatos e perceber qual deles pode gerar mais retorno e engagement, pode ser uma solução. No entanto, neste tipo de comunicação, o desafio tem dois lados: o racional e o emocional.

Quando se mostra um produto ou marca, existe o porquê e as vantagens, da mesma forma que a laranja tem a casca e o seu sumo. Sabes que é uma laranja porque reconheces a casca e é um facto, ou extrais o seu sumo para te poderes refrescar e ingerir alguma vitamina C.

 

Este é o equilíbrio da dualidade num conteúdo: factos e emoções, que também podem ser vistas como vantagens. E devemos sempre lembrar quem está do outro lado, ou seja, quem vai comer aquela laranja.

 

A produção de conteúdos é uma área cada vez mais indispensável a qualquer estrutura, empresa ou marca que se encontre numa fase de transformação digital.

O poder de persuasão de um copy é agora mais forte do que algumas imagens e o investimento em storytelling, como ferramenta digital, é a história de encantar para a tua audiência.

Tal como a fruta nasce das árvores, amadurece e fica no ponto para ser comida, o mesmo acontece com a criação de conteúdos – pode ser criada ou desenvolvida por todos, mas só vai corresponder ao objetivo se for aperfeiçoada no ambiente certo.

 

Related posts

Post a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *